Marketing Médico: 5 Dicas de Sucesso para Sua Clínica

Marketing Médico

O desenvolvimento de ações de marketing médico para o meio digital traz novas possibilidades no que diz respeito à divulgação e a atração de novos pacientes. Contudo, existem algumas etapas essenciais a cumprir para que suas estratégias sejam mais assertivas.

Neste artigo, apresentaremos cinco dicas sobre os primeiros passos que você precisa dar antes de começar a promover os seus serviços. 

1) Conheça a sua persona

As chances de uma campanha de marketing ter bons resultados sem focar na sua persona, são quase nulas. Por isso, é importante que você faça pesquisas e busque conhecê-la. Porém, você sabe o que é a persona?

Trata-se do termo utilizado para definir o perfil do seu paciente. Embora seja uma pessoa fictícia, ela possui características reais, uma ocupação, idade, nome, gênero, entre outras coisas. A persona é criada para que as ações de marketing sejam pautadas por suas preferências.

Ainda, isso porque ao desenvolver uma campanha para um público amplo e geral, você precisará fazer um investimento maior para ter um resultado menor. Quando a comunicação é assertiva, a sua persona é impactada pelo marketing médico e logo se torna seu paciente.

Informações necessárias para criar a sua persona

  • nome fictício;
  • idade; 
  • profissão; 
  • hábitos de consumo;
  • redes sociais que utiliza;
  • ambições; 
  • descrição da rotina diária;
  • preferências; 
  • necessidades; 
  • possíveis doenças ou sintomas;
  • se faz uso de medicamentos;
  • tratamentos ou cirurgias já realizadas.

No entanto, esses dados são apenas sugestões. O ideal é que analise o seu negócio e descubra quais informações são mais interessantes para o serviço que você oferece.

Ademais, se você dispor de um software médico e/ou de um prontuário eletrônico, é possível gerar relatórios para descobrir padrões entre os seus pacientes. Com esses dados em mãos, fica muito mais fácil conhecer a sua persona.

2) Defina quais são seus objetivos e quais as estratégias fazem mais sentido para o seu consultório

Agora, já conhecendo a sua persona, é o momento de descobrir quais são os seus objetivos ao realizar o marketing médico. Na grande maioria dos casos, o desejo é aumentar a base de pacientes. Contudo, essas ações também podem ser direcionadas para:

Ainda, todas essas metas podem ser alcançadas de forma simultânea, desde que as estratégias de marketing sejam desenvolvidas com esse objetivo. O fundamental é você analisar onde o seu consultório está hoje e onde você deseja que ele chegue.

3) Invista em anúncios pagos 

Embora seja possível obter bons resultados sem investir em anúncios, a utilização deles pode acelerar o alcance de alguns objetivos. Então, a pergunta é: quanto você precisa gastar com essa estratégia?

O primeiro passo é descobrir quanto do seu faturamento está comprometido com as despesas do consultório. Em seguida, analise quanto do seu lucro pode ser convertido para a criação de anúncios.

Atualmente, existem duas principais formas de investir em anúncios pagos: Google Ads e o Social Ads. No primeiro, a ferramenta pertence à empresa Google e funciona como uma publicidade dentro do buscador.

Assim, quando uma pessoa busca algum assunto na plataforma relacionada à saúde, por exemplo, o seu anúncio aparecerá para ela. Apesar das diferentes maneiras de calcular o custo do Google Ads, é possível ter o total controle do investimento.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Já o Social Ads diz respeito à compra de espaço publicitário nas redes sociais, principalmente Facebook Ads e Instagram Ads. Nesses sistemas, o valor pago irá impulsionar alguma publicação sua para que ela apareça na linha do tempo do seu potencial paciente.

Porém, assim como todo tipo de estratégia de marketing médico, os anúncios só serão assertivos se a ferramenta for configurada corretamente, de modo que apenas as pessoas com características similares a sua persona visualizem a sua publicidade.

4) Invista em um site médico com objetivo de conversão

No mundo atual, as pessoas passam cada vez mais tempo conectadas, navegando pelos milhares de sites ativos na internet. Por isso, você precisa se adequar aos consultórios online.

Com um site médico, suas informações estão disponíveis 24 horas para todos os usuários, o que torna maior a chance dos seus serviços serem encontrados.

Porém, ter um site apenas para ser mais um endereço no meio de todos os outros não é uma estratégia eficaz. Ao desenvolvê-lo, ele deve ter como objetivo a conversão, ou seja, transformar um usuário da internet em cliente.

Neste sentido, ter uma página bem organizada, com dados claros e sucintos e com um bom conteúdo é essencial. O site pode ser ainda mais otimizado quando ele oferece ao visitante a possibilidade de agendamento online.

Com isso, você melhora positivamente a imagem do consultório, ganhando credibilidade e a confiança dos pacientes. Porém, o site precisa fazer parte de um planejamento de marketing médico.

É mais eficiente ter um bom site e investir em estratégias, como, por exemplo, o marketing de conteúdo. Assim, você associa um blog a sua página e oferece informação para a promoção da saúde das pessoas, agregando valor para elas.

Além disso, um bom planejamento utiliza o site como o ponto final da jornada do paciente, sendo o momento da conversão. Para isso, você pode fazer uso das redes sociais, dos anúncios, da produção de conteúdos e do e-mail marketing para atrair a sua persona.

5) Saiba exatamente o que você pode e não pode fazer 

Com o objetivo de evitar propagandas abusivas, a divulgação de informações mentirosas e dificultar a vida dos charlatões, o Conselho Federal de Medicina criou um Manual de Publicidade Médica para regular a prática do marketing médico.

Restrições trazidas pelo Manual de Publicidade Médica

Esse manual consta na resolução n.º 1.974/11 e traz as seguintes restrições:

  • é proibido usar fotos de pacientes em material promocional, mesmo que autorizado por ele. A exceção existe para apresentações de trabalhos científicos;
  • as redes sociais não devem ser utilizadas para garantir a eficiência dos seus serviços ou para fazer promoções sensacionalistas;
  • embora permita que as clínicas médicas anunciem equipamentos, a publicidade não pode dar a entender que a aquisição do aparelho garante o sucesso de um tratamento;
  • o médico é autorizado a divulgar os seus títulos de especialista, desde que limitado a duas especialidades;
  • é permitido fazer referências a titulação acadêmica nas comunicações do consultório, sejam elas impressas ou digitais. Porém, esses títulos precisam estar registrados no Conselho Regional de Medicina (CRM);
  • todo material impresso do consultório deve conter nome do médico, especialidade, CRM e o registro de qualificação de especialista (RQE);
  • é vetado, nas publicidades do consultório, o uso das expressões “o melhor”, “o mais eficiente”, “o único capacitado”, “o resultado garantido” ou similares que passem a mesma ideia;
  • os profissionais de saúde estão terminantemente proibidos de participar de anúncios de produtos, marcas, métodos ou técnicas não reconhecidas pela comunidade científica;
  • as peças publicitárias não podem conter os preços ou as formas de pagamento e parcelamento para a realização de procedimentos, tampouco conceder descontos como promoção;
  • a substituição de consultas virtuais por presenciais não é autorizada, embora seja uma tendência mundial;
  • a criação de um blog é autorizada e até incentivada pelo CFM, pois ajuda a disseminar informação confiável para o público.

Após a leitura deste artigo, você já tem todas as informações que precisa para iniciar o seu marketing médico. Então, se você deseja aumentar a sua base de pacientes e almeja o crescimento do seu consultório, siga nossas dicas.

Quer saber mais sobre marketing médico? Faça download do ebook Jornada do Paciente.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: