Médico gestor: quais são os desafios

médico gestor

Diversos profissionais da saúde nutrem o sonho de ter o próprio negócio, assim como muitos brasileiros. São muitas as perspectivas de um médico gestor:

  • independência;
  • trabalhar para si;
  • seguir seus próprios princípios sem a interferência de terceiros.

Todos esses elementos atraem os novos profissionais da saúde. Porém, ser um médico gestor não é uma tarefa fácil. 

São muitos os desafios que interferem diretamente no sucesso ou fracasso de uma clínica médica. Infelizmente, esses fatores costumam ser aprendidos no dia a dia. Muitas vezes sem uma preparação prévia. Consequentemente, o caminho desses profissionais é mais tortuoso do que deveria.

No entanto, se você deseja trilhar o caminho do empreendedorismo, este artigo é um importante começo. Aqui, você encontra os principais desafios de se abrir uma clínica ou consultório particular, além dos principais meios de driblá-los.

Confira, a seguir! 

Os principais desafios do médico gestor

A grade curricular dos cursos de Medicina não inclui a matéria “como abrir o seu próprio negócio”. O resultado disso? Toda a dificuldade enfrentada pelos médicos quando decidem empreender.

A graduação não prepara o médico para este cenário e ficam as dúvidas:

  • como fazer o fluxo de caixa;
  • como lidar com os impostos e normas da Vigilância Sanitária;
  • de que forma organizar os dados dos pacientes;
  • e, finalmente, como traçar a estratégia de marketing da clínica ou consultório (sim, isso também é preciso nos negócios da saúde). 

São muitos conteúdos para se aprender. Além disso, surge um novo empecilho: a falta de tempo. Na maioria das vezes, o médico não abandona seus plantões para se dedicar completamente à abertura de sua própria clínica. 

Então, o tempo para o aprendizado é escasso. Além disso, é difícil encontrar cursos objetivos que consigam ensinar o que um médico gestor deve aprender. São cursos longos e que demandam períodos impossíveis para a rotina corrida de um profissional da saúde.

Todas essas demandas também atrapalham a dedicação em um aspecto essencial: as ações para atrair e fidelizar pacientes. Essa estratégia importante pode ficar comprometida com as atribulações da rotina de um médico empreendedor. 

Citamos alguns desafios sentidos pela maior parte dos médicos que abrem seu negócio. Agora, confira alguns outros e descubra como superá-los!

Contratação da equipe

A solução pode ser contratar uma equipe para lidar com tudo isso, certo? Sim. No entanto, as faculdades de Medicina também não oferecem a matéria “como contratar os profissionais certos para a sua clínica”. 

É preciso analisar principalmente a competência dos profissionais que irão compor a recepção, administração, portaria e todos os outros setores do consultório. Contudo, não é tão simples fazer uma boa análise do perfil do trabalhador apenas conferindo o currículo de um candidato. 

Além das questões técnicas, a confiança gerada por essas pessoas também é de extrema importância. Afinal, muitas delas irão lidar com questões sensíveis, como dados dos pacientes e finanças do empreendimento. Em muitos casos, serão o primeiro rosto a ter contato com os pacientes. Assim, um colaborador pode contribuir com a boa imagem da clínica ou destruí-la. 

Como ser um médico gestor?

Não temos como objetivo te desmotivar na jornada como médico empreendedor. Por outro lado, temos uma boa notícia: é possível enfrentar essas dificuldades! Com as estratégias certas, as dificuldades serão superadas.

Confira as dicas, a seguir.

A clínica é o negócio do médico gestor

Logo nos primeiros artigos do Código de Ética Médica está o princípio básico da Medicina: não mercantilizar a profissão.

Prontuário Eletrônico Gratuito

Com isso, muitos médicos acreditam que suas clínicas não devem gerar lucro. O que é um pensamento incorreto. Não mercantilizar a Medicina significa, na realidade, não prescrever tratamentos que sejam inúteis e que apenas servirão para que o profissional ganhe dinheiro.

No entanto, uma clínica continua sendo um negócio. Sendo assim, é preciso ter estratégias para que o fluxo de caixa siga rodando. Isto é, que o dinheiro entre para que seja usado nos pagamentos dos funcionários (inclusive do empreendedor) e nas melhorias do local.

Portanto, o médico gestor deve ter uma mentalidade empreendedora, sem abandonar a ética médica, mas entendendo que não se trata de um trabalho voluntário. 

Use um software médico como aliado

A tecnologia se tornou uma aliada dos empreendedores. Isso não é diferente para os médicos. O uso de um software médico seguro irá auxiliar e facilitar o dia a dia dos profissionais. 

No entanto, é preciso analisar bem a ferramenta antes de começar a utilizá-la. A primeira dica é escolher uma que condensa diversas funcionalidades. Afinal, o objetivo é ter praticidade.

Entre as diversas tarefas realizadas pelo software do iMedicina, por exemplo, estão a gestão da clínica médica e de suas finanças. 

É disponibilizado um painel de visualização das estatísticas de atendimento e também há a função de criar tabelas de procedimentos (com os preços particulares e de convênios). Assim, o lançamento no módulo financeiro é bem prático. 

Nessa área de finanças, o objetivo do iMedicina é tornar os dados mais claros. Assim, são geradas tabelas de fluxo de caixa, que são de fácil entendimento. Com os extratos de movimentação financeira e a possibilidade de inserir as despesas fixas, fica mais simples perceber a situação econômica da clínica. 

Agilize sua rotina com um prontuário eletrônico

É claro que o software médico também deve trazer o prontuário eletrônico do paciente incluso. Afinal, não é mais necessário lidar com toda a dificuldade de organizar fichas de papel dos pacientes.

No sistema do iMedicina, por exemplo, com um clique é possível acessar todos os dados do paciente. Acompanhe as condições clínicas, medicamentos já prescritos, tratamentos feitos e alergias, por exemplo.

Tudo isso com um rígido sistema de segurança para garantir o princípio básico do sigilo profissional. 

Além disso, também está incluso o bulário eletrônico em parceria com a empresa Memed. Com esse sistema, a prescrição fica mais fácil e rápida. Basta apenas digitar o nome do medicamento. Além disso, também é possível editar a posologia e outras orientações individuais para cada paciente. Vale lembrar que essa função também está disponível para o pedido de exames. 

Todas essas facilidades impactam positivamente no trabalho do médico, que ganha mais tempo para se dedicar à conversa com o paciente e ao exame físico.

Conte com a ajuda de especialistas em marketing médico

O marketing é essencial para qualquer negócio. Porém, para uma clínica, é preciso ter atenção a todas as normas do Conselho Federal de Medicina (CFM) com relação à publicidade médica. Por isso, a equipe desse departamento deve ser especializada em marketing médico

São esses profissionais que irão trabalhar com os principais elementos que farão com que seu consultório esteja com a agenda cheia, como:

  • site médico;
  • produção de conteúdos atrativos para as redes sociais;
  • gestão de anúncios (de acordo com as diretrizes do CFM);
  • automação de marketing, entre as diversas outras funções fundamentais para conquistar pacientes e criar uma boa imagem da clínica. 

Com todas essas informações, o que fica claro é que um médico gestor precisa de auxiliares, sejam softwares ou colaboradores. Com uma boa equipe, o sucesso se torna algo atingível.

Para dar o primeiro passo, baixe o [E-book] Guia Completo: Escolha do software para consultório e saiba como escolher o seu!

metodologia imedicina

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Quer atrair mais pacientes?

CONSULTORIA GRATUITA para acelerar o crescimento do seu consultório.

Preencha os campos abaixo e agende seu horário. As consultorias são limitadas!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: