Tabela CBHPM: Saiba Calcular o Valor da Sua Consulta

Tabela CBHPM

Com o objetivo de padronizar o cálculo para cobrança dos procedimentos e valorizar o trabalho dos profissionais de saúde, foi criada a Tabela CBHPM. Por isso, é muito importante que, ao precificar os seus serviços médicos, você entenda mais sobre essa ferramenta.

Neste sentido, preparamos este artigo para detalhar cada aspecto desse parâmetro utilizado para o cálculo da consulta médica. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura.

O que é a Tabela CBHPM?

A Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) é uma classificação elaborada para padronizar a tabela de valores utilizada para a cobrança de honorários médicos.

Antes da Tabela CBHPM, essa precificação estava a critério de cada operadora de plano de saúde, desenvolvendo seus próprios códigos para cada procedimento. Com isso, havia uma grande dificuldade administrativa para os médicos, que se viam perdidos no meio de tantas nomenclaturas.

Além disso, como os valores eram calculados por essas operadoras, os honorários eram baixos e os profissionais de saúde cada vez mais mal remunerados. Por isso, podemos afirmar que o advento da Tabela CBHPM é um divisor de águas na história da atuação médica no Brasil.

Ainda, a CBHPM é mantida e atualizada pela Associação Médica Brasileira (AMB) em conjunto com outras sociedades de especialidades médicas, que contam com o apoio da Fundação de Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), da Federação Nacional dos Médicos (FENAM) e do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Dessa forma, a CBHPM se tornou uma referência para o cálculo dos honorários médicos, sendo reconhecida por grande parte das operadoras de plano de saúde do Brasil.

Como surgiu a CBHPM?

A primeira edição da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos foi elaborada em 2003 e buscava corrigir a remuneração dos profissionais de saúde que estava defasada.

Ainda, com a união das principais entidades nacionais, AMB, CFM e FENAM, a Tabela CBHPM foi desenvolvida, dividindo os procedimentos médicos em 14 portes, cada um contando com 3 subdivisões.

Assim, essa nova diretriz foi regulamentada pela resolução CFM n.º 1.673/03, que, dentre outras coisas, adota a CBHPM como padrão para os honorários médicos no Sistema de Saúde Suplementar.

Por que é preciso usar essa ferramenta?

A Tabela CBHPM não beneficia apenas os profissionais de saúde, mas também os pacientes e outros entes envolvidos na prática da Medicina. Além de trazer mais transparência para a conduta dos médicos, ela também preserva a qualidade da assistência médica, sendo um importante instrumento de direito básico do consumidor.

Ademais, essa ferramenta facilita o gerenciamento administrativo financeiro de um consultório, pois, com a padronização da remuneração dos procedimentos realizados, não há margem para dúvidas ou para inconsistências nas finanças do dia a dia.

Ainda, com um controle financeiro facilitado, o gestor do consultório passa a dispor de uma previsibilidade de caixa mais otimizada, podendo fazer projeções de custos e de faturamento em curto, médio e longo prazo.

Além de tudo isso, ao garantir uma remuneração justa, o profissional de saúde é valorizado e desempenha seu trabalho com mais ânimo e motivação. Os pacientes também passam a poder verificar se a conduta médica é conhecida, validada e prevista pelos órgãos responsáveis.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Riscos em não utilizar a Tabela CBHPM

Como você pode ter percebido, essa Tabela serve como referência para a precificação dos serviços de saúde, agilizando todo o rito administrativo e financeiro que envolve a relação entre médico e operadora de plano de saúde.

Dessa forma, ao abdicar dessa facilidade, podem ocorrer problemas que afetam os resultados do consultório. Em razão da não utilização desse documento, a gestão financeira do negócio se torna mais complexa, favorecendo a ocorrência de erros nas projeções de faturamento.

Ademais, ao precificar as suas consultas por conta própria, você também corre alguns riscos. Um deles é o de estar em desacordo com a capacidade financeira do seu público alvo ou de distanciar-se dos preços praticados pela sua concorrência. Em ambos os casos, você prejudica as suas finanças e pode incorrer em abuso.

Como fazer o cálculo pela Tabela CBHPM?

Mesmo nos dias atuais e com os avanços tecnológicos, a definição dos preços de consultas médicas é uma dúvida muito comum entre os profissionais. Isso porque é uma tarefa que envolve diversos fatores, tais como, poder aquisitivo do público alvo, região de atendimento e experiência profissional.

Porém, com a Tabela CBHPM, esse trabalho é facilitado, pois, todos os procedimentos médicos que poderiam ser executados já estão considerados no documento. Assim, essa classificação estabelece faixas de valores de acordo com o porte do ato médico.

Embora não indique valores monetários em seu conteúdo, a Tabela traz uma referência de cálculo padronizado do preço. O primeiro passo para utilizar essa ferramenta é encontrar o procedimento que deseja consultar.

Ainda, os 14 portes contidos no documento servem para classificar os atos médicos de acordo com a complexidade técnica, o tempo dedicado à execução, a atenção exigida e o grau de treinamento necessário para a capacitação do médico responsável por realizar o procedimento.

Conheça o cálculo da CBHPM

Ademais, para realizar o cálculo da CBHPM, é preciso considerar outros parâmetros importantes para a precificação e que foram estabelecidos pela AMB em conjunto com as sociedades de especialidades médicas. São eles:

  • valor dos portes (o que é efetivamente pago ao médico);
  • valor do custo operacional, medido pela Unidade de Custo Operacional (UCO). Essa unidade visa cobrir as despesas do consultório com aluguéis, folhas de pagamento e equipamentos do consultório. Atualmente, uma UCO vale R$ 21,07.

Assim, a fórmula utilizada para encontrar o valor padronizado dos honorários médicos na Tabela CBHPM é:

(Valor do Porte x Valor do subporte) + (Custo Operacional x UCO) = Valor Total

Outrossim, a UCO e o valor dos subportes são corrigidos periodicamente para que se mantenham de acordo com a inflação. Essa correção é baseada no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que é medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Quais são as vantagens de utilizar o cálculo pela CBHPM?

De modo geral, não existem desvantagens em aplicar o cálculo da Tabela CBHPM no seu consultório. Por outro lado, são muitas as vantagens que esse recurso pode trazer. Entre os principais podemos citar:

  • padronização das cobranças, facilitando a gestão e a realização de auditorias;
  • manutenção da satisfação dos pacientes com a qualidade dos atendimentos;
  • transparência na conduta dos médicos;
  • valorização dos profissionais de saúde em razão de uma remuneração justa para cada procedimento realizado.

Ainda, a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos médicos é um referencial exclusivo para profissionais da área médica. Ao utilizá-la, você transmite maior credibilidade para o paciente e garante o recebimento digno e equilibrado de honorários médicos.

Portanto, com a leitura deste artigo, você já conhece os benefícios em utilizar a Tabela CBHPM e sabe como realizar o cálculo para precificar suas consultas. Então, basta implementar o método em seu consultório e começar a colher os resultados positivos para seu negócio.

Quer saber mais sobre preços das consultas e outros assuntos importantes para o crescimento do seu consultório? Continue navegando pelo Blog iMedicina!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: