Tecnologia na saúde: como incentivar os pacientes a utilizar

tecnologia na saúde

A tecnologia na saúde traz diversos benefícios a todos os envolvidos nos processos do setor. Tanto os profissionais quanto os pacientes passam a ter acesso a procedimentos mais seguros, tratamentos integrados, com mais qualidade e agilidade. 

Softwares médicos, robótica e telemedicina são exemplos de como o avanço na tecnologia pode auxiliar os atendimentos na área médica. Além de otimizar a rotina de um consultório, ainda é possível realizar cirurgias mais precisas e enviar dados de saúde aos médicos em tempo real.

A relação médico-paciente acaba ficando mais próxima devido ao aumento da qualidade do serviço prestado, uma vez que a tecnologia abre espaço para as clínicas e consultórios oferecem diferenciais que melhoram a experiência do paciente,  como diagnósticos mais rápidos, atendimentos com mais comodidade, agilidade na marcação de consultas etc.

Mas não é só vantagens que a tecnologia na saúde traz. Como a velocidade das mudanças nos processos do setor é muito rápida e, na maior parte das vezes, envolve o mundo digital, é comum que as pessoas fiquem receosas e demorem a se adaptar.

Insegurança com a  tecnologia na Saúde afeta os tratamentos

A Sociedade Brasileira de Cardiologia lançou uma campanha para que os pacientes cardíacos não deixassem de fazer o controle médico durante a pandemia. Isso porque, mesmo com a liberação da telemedicina, ainda houve queda drástica do número de pessoas buscando assistência especializada nessa época. 

O que aconteceu, na verdade, é que o número de pessoas precisando de ajuda médica não diminui. A restrição de acesso e a falta de informação foram os responsáveis pelo desaparecimento das pessoas dos consultórios.

Do mesmo modo, é comum relatos de pacientes inseguros com tratamentos que envolvem tecnologia nova. Até mesmo para utilizar ferramentas como o agendamento online é encontrado resistência.

É preciso incentivar o uso das novas tecnologias para conter a insegurança. Por isso, vamos dar algumas dicas de como você pode engajar seus pacientes no uso das tecnologias que você oferece. Confira!

Opte pelo que se adapta ao seu paciente

Conhecer o seu paciente é fundamental  para o seu marketing médico. Mas não é só isso. Saber quem frequenta a clínica pode ajudar a escolher o tipo de ferramenta que o paciente conseguiria se adaptar com menos dificuldade.

Existe todo tipo de inovação no mercado da saúde. Normalmente, há mais de um aplicativo com a mesma funcionalidade, softwares médicos com usabilidades mais complexas e mais simples, sistema de telemedicina na nuvem ou por aplicativo…enfim, as possibilidades são inúmeras.

O ideal é que o profissional entenda a forma como o paciente se engaja com a inovação para conseguir oferecer aquilo que a pessoa consiga entender e utilizar.

Não adianta ter um sistema de agendamento online super inovador e complexo, se o profissional atende, na maioria das vezes, pessoas idosas que enxergam a tecnologia como um obstáculo. A inovação nesse caso, ao invés de auxiliar a marcação de consultas, vai fazer o paciente procurar outro profissional.

Por isso, converse, teste as ferramentas antes de utilizar, mapeie as dificuldades do paciente e adeque seus diferenciais às pessoas que você pretende atingir com elas.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Eduque os pacientes

O seu relacionamento com paciente é somente no momento em que ele está sendo atendido? Então você precisa criar uma estratégia de comunicação que o alcance em diversos outros momentos da jornada do paciente.

Certamente, se a comunicação está restrita à consulta, será um desafio para o consultório conseguir engajar o paciente com a tecnologia oferecida. A relação de confiança é criada desde muito antes da consulta e ela é essencial para que o paciente se sinta seguro com o que o consultório oferece. Por isso, é necessário impactá-lo por diversos canais, desde antes do agendamento, até no pós-consulta.

As redes sociais são geralmente o primeiro ponto de apoio de quem faz uma busca por um profissional na internet. Isso porque esses canais são verdadeiros formadores de opiniões. Ali é possível concentrar informações relevantes sobre o profissional e seu trabalho, suficientes para que o usuário tome a decisão de marcar a consulta ou não, por exemplo.

O mesmo espaço pode e deve ser utilizado para educar o usuário, futuro ou atual paciente sobre as melhores práticas de saúde. Os temas podem diversificar entre informações sobre doenças, tratamentos e o incentivo à utilização das tecnologias.

O e-mail marketing também é um excelente canal para comunicar com o paciente no pré e pós-consulta. É possível criar e-mails para disparo automático à base, contando das inovações do consultório e a melhor forma de utilizá-las.

Dessa forma, a resistência para se arriscar diminui e o paciente se sente mais confortável em engajar com as inovações.

Divulgue as vantagens da tecnologia na saúde

Somente incentivar o uso das novas ferramentas e procedimentos inovadores não é suficiente. Para eliminar a insegurança de vez, aposte em divulgar as vantagens daquela tecnologia para o paciente.

Conte por exemplo como o agendamento online dá independência na marcação de consulta. Explique como a telemedicina pode ser útil para tirar dúvidas e monitorar  o estado de saúde à distância.

Outra questão interessante é o custo, que muitas vezes diminui  com o uso da inovação. Sem falar na comodidade. Não precisar sair de casa para um retorno de consulta ou até mesmo poder agendar sem precisar esperar a secretária atender o telefone são justificativas suficientes para alguém optar pela teleconsulta pela primeira vez.

Seja consistente

Ao divulgar as vantagens e incentivar o uso, algumas pessoas vão querer experimentar logo de cara. No entanto, em se tratar de inovações, alguns pacientes vão precisar de tempo para conseguir se engajar.

Por isso, seja consistente nas ações de educação para que a relevância dos diferenciais não seja perdida com o passar do tempo. Vai deixar de ser novidade para uns, mas para outros, o processo até a adaptação é bem mais demorado.

Tenha cuidado apenas para não pressionar o paciente. Continue enviando conteúdos que atestem a segurança e eficácia daquilo que está oferecendo e respeite o tempo de cada um.

E então? Pronto para ajudar seus pacientes a utilizarem as tecnologias em saúde que você oferece? Continue navegando pelo Blog iMedicina e conheça outras dicas essenciais para o crescimento do seu negócio!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: