6 problemas resolvidos com software médico

software médico

A tecnologia na área da saúde vem trazendo muitos benefícios. Os equipamentos e exames estão ficando mais simples, baratos e precisos. Mas não é só aí que os processos digitais estão ganhando espaço. A rotina do consultório também ganhou um aliado poderoso: os softwares médicos.

Um software médico é um sistema de gerenciamento e organização, desenvolvido especificamente para atender as demandas de uma clínica ou consultório. As principais funcionalidades dos melhores softwares incluem:

  • Prontuário eletrônico – Acompanhamento descomplicado do histórico do paciente, com toda facilidade para incluir e verificar informações, diretamente na tela de atendimento. Os bons prontuários possuem integração com receituário eletrônico para otimizar ainda mais o tempo da consulta. Os receituários apresentam bulário e pesquisa de preço em um banco de dados com milhares de medicamentos.
  • Agenda – Agendas eletrônicas personalizadas para cada profissional da clínica, que podem ser visualizadas em conjunto pela secretaria, a fim de otimizar a administração das marcações de consulta e compromissos. A sincronização com o Google Calendar permite que o médico acompanhe a marcação de consulta em tempo real, pelo celular.
  • Agendamento online – O agendamento online permite que o paciente agende consultas ou procedimentos por um link disponibilizado na internet, que acessa os horários disponíveis de cada médico.
  • Telemedicina – Plataformas que permitem a teleorientação com toda a segurança que o médico precisa para realizar os atendimentos online.
  • Gestão do consultório –  Dados estruturados do consultório para organizar os processos, atuar em pontos de melhoria e direcionar os esforços com mais resultado. Análise geral do fluxo financeiro do consultório, organizado para simplificar tomadas de decisão com segurança.  
  • Ferramentas de automatização de marketing – Cadastros automatizados de lembretes de retorno, confirmação de consulta e e-mail marketing.

Modernizar o consultório é a solução de muitos médicos e gestores para reduzir os custos e melhorar a produtividade no trabalho da equipe. Isso porque os recursos citados acima conseguem atenuar algumas dificuldades do dia a dia. Entenda quais são os problemas resolvidos com software médico.

1) Inconvenientes na marcação de consulta 

O agendamento da consulta é por vezes o primeiro contato com o consultório. Se o paciente encontra alguma dificuldade nesse momento, ele com certeza desistirá. Ainda corre o risco de avaliá-lo mal publicamente em decorrência da complicação.

É por esse motivo que a marcação de consultas não admite erros. Ela precisa ser simples e dar autonomia ao paciente. Isso quer dizer que ele não pode ficar dependendo só do atendimento da secretária,  que por sua vez, requer mais tempo para melhorar seu atendimento.

Nesse sentido, ferramentas como agendamento online e agenda eletrônica oferecidas pelo software médico conseguem desafogar a recepção e dar liberdade ao paciente para marcar suas próprias consultas, sem ter que aguardar por assistência.

Além disso, agendas eletrônicas agilizam a busca de informação entre os vários profissionais do consultório ou clínica e evita impasses com horários.

2) Falta de controle de dados de gestão 

Cuidar da gestão, atender pacientes e acompanhar o crescimento do consultório na ponta do lápis pode ser arriscado. Processos manuais estão sujeitos a muitas falhas e prejudicam a compreensão global do negócio.

Diante da rotina concorrida entre hospitais, consultórios e plantões, o médico pode acabar se enrolando com o controle dos fluxos financeiros e gestão das tarefas e compromissos. Esse é um dos principais fatores que impedem o consultório de alavancar seu crescimento.

Com o auxílio de um software médico, todos os dados podem ser encontrados em um único local. Controle das finanças, gerenciamento de atividades, dados de atendimentos e pacientes, tudo pode ser segmentado em relatórios, conforme a sua necessidade.

Em posse dessas informações organizadas, é possível traçar estratégias para atacar problemas pontuais e em longo prazo.

3) Processos mal organizados 

Perde-se muito da produtividade quando o consultório está mal organizado. Os softwares médicos permitem estruturar as informações de forma a padronizar os fluxos de trabalho para toda a equipe.

Uma vez que a maior parte das anotações são em formato digital, a busca por dados do paciente, diagnóstico e demais informações são muito mais ágeis, comparando com a forma manual. 

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Tudo está configurado em base de dados. Quando o paciente chega, a secretária não precisa levar o prontuário até o médico, pois toda a informação fica disponível no prontuário eletrônico. A comunicação entre as equipes acontece toda vida sistema, sem precisar ficar transportando papel de um lado para outro.

Além disso,  o software poupa espaço físico e o tempo gasto para armazenar tantas fichas e prontuários do paciente. Assim, além de evitar riscos com o deslocamento dos registros, o ambiente que antes amontoava tanto papel, agora pode ser utilizado para outros fins.

4) Extravio de fichas  

Não existe consulta médica sem os devidos registros em prontuário. Portanto, cada vez que o paciente chega, o médico precisa ter acesso ao seu histórico. 

Nos consultórios em que as anotações ainda são em papel, é bem comum haver dificuldade para armazenar e encontrar a ficha de cada um.

Os prontuários eletrônicos eliminam esse transtorno, tanto para a secretária, quanto para o médico. As informações ficam protegidas no sistema e disponibilizadas apenas quando necessário, para quem tem as senhas de acesso.

Como não há deslocamento físico dos registros, não há risco deles se perderem, serem armazenados incorretamente ou sofrer algum tipo de acidente, como molhar e rasgar. 

5) Utilização de vários sistemas para objetivos diferentes

Um software médico é desenvolvido especialmente para essa classe. A empresa que oferece esses sistemas entende exatamente as necessidades de um consultório médico. 

Por isso, quando você adquire um software médico, você não precisa contratar um sistema para prontuário, outro para controle financeiro, outro para gerir processos, outro para auxiliar a prescrição e mais um para telemedicina.

A ideia de um software médico é integrar em uma única plataforma tudo aquilo que vai otimizar os processos no consultório e auxiliar a rotina da equipe.

6) Falta de segurança 

Relatórios e informações do paciente em papel ficam disponíveis para qualquer um que tiver acesso ao ambiente onde estão armazenados. Além disso, correm risco de extraviarem. 

Salvar em uma pasta no computador também acaba sendo uma opção frágil, uma vez que há risco de vírus e vazamento dos dados.

Quando você tem um software médico, todas as informações do consultório e dos pacientes ficam protegidas por login e senha de acesso e criptografia. Os melhores sistemas são desenvolvidos com alta tecnologia de segurança para resguardar os dados que precisam de sigilo. Assim, toda informação armazenada ali herda a proteção que o sistema traz consigo. 

Um software médico tem alto potencial para resolver questões que causam incômodos no dia a dia do consultório, como essas citadas acima. Quer saber mais sobre esse assunto? Continue navegando pelo blog.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: