CID Médico e CID odontológico: como realizar a consulta

CID médico e CID odontológico: como realizar a consulta

Classificações internacionais facilitam reconhecimento, diagnóstico e estatística de doenças

A Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, também conhecida pela sigla CID, é uma lista de todas as doenças e condições externas relacionadas à saúde conhecidas pela medicina na atualidade. A classificação tem validade mundial e é editada e atualizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A organização faz renovações menores na lista a cada ano, e atualizações maiores a cada três anos.

Para a medicina, o CID já se encontra na décima edição, sendo, portanto, o CID-10. Esta versão da Classificação já está em vigência desde 1993, e a entidade das Nações Unidas já afirmou que no ano de 2017 deve ser lançada uma nova versão do documento, o CID-11.

A importância da Classificação

Embora o CID da Medicina possua um capítulo dedicado aos problemas relacionados à cavidade bucal, as doenças lá descritas são bastante lacunares e não possuem abrangência suficiente para englobar os problemas de saúde relacionados à odontologia. Os problemas bucais relacionados no CID-10 (dos médicos) vai apenas dos códigos K00 a K03.1

Para os dentistas, existem mais doenças que preenchem a classificação do K00 até o K14.9, de acordo com o documento atualizado divulgado pelo Conselho Federal de Odontologia. Acompanhe a seguir os subcapítulos do CID-OE (Classificação Internacional de Doenças em Odontologia e Estomatologia).

O CID-10 possui 22 capítulos, dos quais as doenças são divididas por categorias, de A a Z, acompanhadas de algarismos. O código vai do A00 ao U99, e pode ter até 6 caracteres. Cada doença tem o seu código.

São milhares de doenças e variações de condições de saúde que são compreendidas e designadas pela classificação, utilizadas por universidades, profissionais, centros médicos, instituições de pesquisa e outras instituições para trocar informações acerca de doenças, facilitar o estabelecimento de estatísticas e gráficos sobre a incidência de doenças e determinadas regiões, além de permitir também a comparação de diferentes períodos temporais em uma mesma região.

Prontuário Eletrônico Gratuito

CID-10 e CID-OE

Existem algumas pesquisas acadêmicas na área da medicina e da odontologia que tentam mostrar que o CID-10 e o CID-OE nem sempre são tão eficazes quanto se apresentam para englobar todos os diagnósticos e dar contas de todas as ocasiões. Os pesquisadores analisaram os prontuários de alguns pacientes, e acabaram por concluir que a classificação pode se tornar lacunar e incompleta para determinadas situações. Ainda assim, o CID, tanto na medicina como na odontologia, é a classificação de enfermidades mais aceita e plural.

Depois de se formar, o médico e o dentista ainda terão boas décadas de carreira pela frente, e nestes anos todos, muitas novidades na área da saúde certamente surgirão. Para ficar atento e atualizado a estas mudanças, é importante participar de eventos e congressos para se informar sobre tendências e novos conhecimentos, mas é importante também ter bom conhecimento da CID que é relativa ao seu trabalho ou, pelo menos, do capítulo no qual atua a sua especialidade.

Não precisa memorizar

Certamente, é quase humanamente impossível que sua memória consiga guardar o nome e o código de milhares de doenças das mais diversas características e contextos, portanto, a forma mais comum de se ter contato com o CID-10 ou com o CID-OE é pesquisando pelas doenças e códigos diretamente na classificação.

A forma menos prática de se fazer isto é acessar ao arquivo eletrônico que compila todo o código (Um PDF pesado e com algumas páginas) e realizar uma pesquisa manual. Isso seria uma atividade lenta, pouco prática e pouco eficaz, e você corre o risco ainda de não encontrar a doença desejada.

Consulte as doenças em segundos

Muitos sites na internet, incluindo os portais do Conselhos Federais de Medicina e de Odontologia divulgam em suas plataformas os respectivos CIDs. Mas existem também alguns portais que fazem uma pesquisa personalizada e específica dentro da Classificação para encontrar a informação desejada.

Um destes portais é o www.cid10.com.br. Com ele, o profissional pode fazer a busca por doença, por código ou ainda pesquisa uma neoplasia específica (tumores). O site é bastante limpo e simples de usar. O site compreende ainda as doenças presentes no CID-OE, mas serve apenas para fazer a pesquisa dos códigos. Uma vez que você encontre a doença pela qual se interessa, é isso. O site não fornece mais nenhuma informação, que fica a cargo do profissional para reunir.

O DataSUS oferece um programa que também dispõe o CID. Basta acessar o site do sistema e baixar o aplicativo, que é completo. Se você dispuser apenas do PDF com o código, no caso do CID-OE, também não precisa se descabelar para encontrar as doenças. Lembre-se que através do comando CTRL-F no seu computador, você pode pesquisar por palavras chaves dentro de todo o arquivo. É rápido e fácil

Achou este artigo relevante? Continue em nosso blog e saiba muito mais!

metodologia imedicina

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Quer atrair mais pacientes?

CONSULTORIA GRATUITA para acelerar o crescimento do seu consultório.

Preencha os campos abaixo e agende seu horário. As consultorias são limitadas!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: