Sou esteticista e quero me atualizar: quais caminhos seguir?

esteticista

A carreira de um esteticista está diretamente ligada à saúde e à beleza. Sua capacidade e preparo em realizar os procedimentos de cuidados corporais e faciais é que definirá sua qualidade como profissional. Um excelente esteticista precisa de aperfeiçoamento, dedicação e investimento na profissão. Para se destacar no setor, é preciso estar sempre se atualizando e em constante contato com as necessidades do cliente.

O mercado da estética e da beleza vem se desenvolvendo rapidamente durante os anos. A cada dia surgem novas técnicas e novos equipamentos que auxiliam no trabalho do esteticista. Sendo uma área tão abrangente, é fácil entender a velocidade com que essas novas técnicas e materiais são desenvolvidos e se fixam no mercado.

Os procedimentos realizados por esteticistas tornaram-se, para a grande maioria da população, uma alternativa menos invasiva às cirurgias plásticas. Esse é um dos dados que apontam para o aumento na procura por profissionais mais capacitados.

A importância da formação para um esteticista

Consultores da área advertem para a necessidade de uma formação sólida e a especialização em um dos segmentos do setor. A formação do esteticista pode transitar entre graduações, cursos para a formação de tecnólogos, cursos técnicos e cursos livres. No Brasil existem cerca de 150 universidades que oferecem cursos de bacharelado e vários centros de treinamentos técnicos aprovados pela Associação Brasileira de Estética e Saúde Complementar (Abraesc). A Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) é a única instituição pública que oferece, gratuitamente, o curso de bacharelado em estética e cosmética no Brasil. Basta concorrer ao vestibular da universidade.

A pergunta que fica é: dentre tantas possibilidades de formação e reciclagem, qual a melhor? A estrada tem uma diversidade de caminhos a seguir, por isso é de extrema importância analisar e estudar quais os pontos que se pretende melhorar na carreira e, a partir dessa análise, escolher o que mais se adéqua à sua realidade e às suas necessidades como profissional. Apontaremos aqui algumas opções que o mercado oferece e algumas dicas para facilitar na sua escolha.

Os cursos de graduação são um desses caminhos. Eles têm por característica apresentar um panorama mais amplo sobre a profissão. Oferecem disciplinas voltadas tanto para a prática, quanto para o processo conceitual: cosmetologia, anatomia humana, fisiologia, química e formulações. Esse conjunto de conhecimentos auxilia o profissional a compreender melhor a utilização das técnicas aprendidas, do visagismo e a parte administrativa da sua carreira ou negócio. É um curso que dura, em média, quatro anos e, por isso, uma opção de reciclagem e formação em longo prazo – mas extremamente valorizada no mercado da estética, saúde e beleza-.

Outro caminho são os cursos tecnológicos, que garantem uma reciclagem a médio prazo, já que tem uma duração mais curta. O instituto Politécnico de Saúde IPS, a Estácio, entre outras faculdades, por exemplo, oferecem esse tipo de curso. Além do Senai e Senac. São graduações, mas com certificação com ênfase em formar um tecnólogo. O interessante desses cursos é que, além das aulas laboratoriais, o profissional tem a oportunidade de estar em contato com novas técnicas e com outros profissionais. O intercâmbio entre conhecimentos é sempre uma boa aposta porque mantém você conectado com o que acontece em outras regiões e em outros centros de estéticas. Além de trocas de experiências.

Existem também os cursos técnicos e livres, que são mais curtos e podem ser feitos presencialmente, semi presencialmente ou a distância. Alguns centros de estudos realizam esse trabalho, como é o caso do Portal da Educação, o Senac e o Portal do Esteticista, que oferecem cursos pagos para os diversos setores da estética.

A Associação Brasileira de Estética e Saúde Complementar (Abraesc) também oferecem cursos, palestras e seminários. Basta entrar em contato com a sede da sua região. Essas são apenas algumas das instituições que oferecem cursos livres e técnicos, além de artigos e notícias sobre o mundo da beleza e estética. Existem outras instituições que oferecem formação. Mas é sempre bom lembrar que, antes de se matricular em um curso, independente do nível, é preciso verificar as credenciais e a relevância da instituição.

Outra boa fonte de reciclagem e atualização dos seus conhecimentos de esteticista são os workshops. Basicamente são palestras ou cursos de algumas horas que têm como propósito atualizar os profissionais da área sobre as novas técnicas, novos cosméticos, novos tipos de manipulações, novos métodos e novos aparelhos que surgem no mercado para auxiliar ou melhorar a experiência nos procedimentos estéticos. É uma ótima oportunidade para fazer contatos. Os congressos, nacional e internacional, e o constante acesso sites especializados são outro caminho a seguir.

Participação em eventos e da reciclagem profissional no mercado da estética

A participação em eventos, feiras profissionais, estágios ou cursos práticos oferecem ao esteticista uma boa dimensão tanto sobre as novas tendências de técnicas, quanto de empreendimento do negócio ou gerência de sua carreira. Oferecem ao esteticista experiência de práticas de otimização dos novos recursos tecnológicos e elaboração de protocolos específicos para o acompanhamento das necessidades de cada cliente.

Entre 24 e 30 de outubro de 2016, aconteceu o primeiro Congresso Nacional de Esteticistas e Cabeleireiros Empreendedores, o CONAECE. Um Congresso Nacional on-line e gratuito. Com temas que abrangiam desde técnicas de venda, administração, mídias sociais, relacionamento com o cliente e marketing. Tudo o que faz parte da rotina de um cabeleireiro e esteticista empreendedor. O evento está programado para uma nova edição e é um espaço mais acessível para quem está começando.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Outro congresso de relevância para a área é o “Estética in Rio”. O evento acontece todos os anos na cidade do Rio de Janeiro e já está na sua 11ª edição. O congresso também tem sua edição em São Paulo e conta com a parceria da revista Negócio Estética. O evento reúne profissionais, estudantes e investidores do segmento de estética e tem como base a reciclagem dos conhecimentos dos esteticistas que prezam pelo tripé: estética, beleza e bem-estar.

O interessante de investir na participação de feiras e congressos é que neles é possível ter contato tanto com os mais conceituados profissionais da área, quanto com as mais conceituadas marcas de produtos e serviços, além de lançamentos, inovações científicas e rumos mercadológicos. Não é um investimento barato, mas além de fornecer um know-how maior, aproxima você da comunidade de esteticistas e podem desenvolver uma visão mais ampla sobre os grandes polos de pesquisa e desenvolvimento cosmético.

Acompanhar revistas especializadas também auxilia no processo de atualização e reciclagem do esteticista. Essas revistas têm uma grande circulação no segmento e sempre trazem as mais importantes inovações do mercado da estética, beleza e bem-estar. Matérias desenvolvidas por expoentes da área que compartilham tanto suas experiências, quanto suas descobertas. As revistas Vida e Estética e Cabelos&Cia têm uma ampla circulação e divulgação no setor. Também oferecem oficinas, cursos, workshops, debates e palestras. É uma ótima opção para uma rápida modernização.

Por fim, um dos caminhos que pode alavancar o seu status profissional como esteticista, e te dá uma boa atualização, é a participação em cursos no exterior. Os mais renomados esteticistas do Brasil já participaram de formações técnicas no exterior e sempre trazem com eles as novidades do ramo.

O mercado está sempre de olho nos melhores esteticistas.

A importância do aperfeiçoamento e reciclagem para qualquer profissional não é uma novidade. Muitos centros de estética e salões de beleza fecham por pecarem no atendimento, no relacionamento com o cliente e, na grande maioria das vezes, por não compreenderam a importância de reciclar suas técnicas e práticas. É preciso ter em mente que, além de gerenciar um negócio e uma carreira, o esteticista tem que estar sempre atento ao grande fluxo de inovações e informações que o setor de produtos e técnicas oferecem.

Como o Brasil está em terceiro lugar no ranking dos produtores estéticos, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da China (dados da Abihpec), é extremamente importante que os esteticistas brasileiros estejam sempre em busca de reciclar e atualizar os seus conhecimentos e técnicas. Um profissional bem capacitado, além de ter um bom know-how, está sempre em busca de conhecimentos para prestar ao cliente um serviço individualizado e com alto grau de qualidade. São essas características que os melhores centros de estéticas buscam em seu quadro de esteticistas.

O mercado da estética é um dos mais rentáveis no país e exige esteticistas mais capacitados para atender às expectativas do mercado e as necessidades de cada cliente. Um atendimento personalizado, que garanta maior atenção a cada tipo de pele, cabelo e corpo, é um grande diferencial que divide os bons, os médios e os melhores profissionais. Essa divisão refletirá diretamente no retorno financeiro de qualquer esteticista.

Diante dos vários caminhos apontados aqui, é necessário que você compreenda os pontos que precisam ser melhorados na sua carreira e, a partir disso, trilhar o caminho que mais se adequa à sua realidade e às suas necessidades e expectativas. Antes de tomar qualquer caminho, lembre-se que a reciclagem dos seus conhecimentos é mais um investimento. Por isso, sempre pesquise os melhores cursos dentro de instituições certificadas e aprovadas pelas associações do setor.

É muito importante entender que, atualmente, para garantir seu espaço no mercado, o profissional da área da saúde deve estar sempre atualizado e investindo em ações que aumentem a visibilidade de sua clínica ou consultório, através de uma estratégia de marketing e de um bom atendimento e relacionamento com o paciente.

Você sabia que existem softwares médicos extremamente eficazes que auxiliam na gestão do consultório e no relacionamento com os pacientes? E que, inclusive, podem ajudá-lo na parte estratégica e no marketing do consultório? Já pensou se, no seu software médico, além de gerenciar seus pacientes, você pudesse também criar e conduzir o seu próprio site e blog?

No iMedicina nós oferecemos essa possibilidade! Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório e atrair novos pacientes!

Gostou deste artigo? Confira outros sobre o assunto em nosso blog!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: