Agenda vazia no consultório? resolva esse problema de uma vez por todas

agenda vazia
Powered by Rock Convert

A agenda vazia no consultório é um problema que tem afetado profissionais da medicina em todo o país. Não por acaso: desde o início da pandemia do novo coronavírus, as pessoas têm evitado sair de casa ou marcar consultas que não consideram emergenciais.

Para diminuir o impacto causado pelo isolamento social e para permitir que mais pessoas tenham acesso aos serviços médicos, a Telemedicina foi aprovada – ainda que em caráter emergencial.

Nesta modalidade de atendimento médico, o especialista pode conversar com o paciente diretamente por meio virtual, como as chamadas de vídeo, e avaliar o seu quadro clínico. 

Trata-se, é claro, de um tipo de atendimento com limitações: o paciente precisa entender que, dada a particularidade da situação, não é possível fazer exame físico. Para além disso, a depender do problema identificado pelo médico, pode ser necessário buscar atendimento físico, em um hospital ou pronto-socorro.

Ainda assim, a telemedicina é uma grande aliada em momentos como o que estamos enfrentando. Essa é a primeira dica para aliviar o impacto da agenda vazia: disponibilizar atendimento por meio da internet, com o devido cuidado e seguindo as normas da Lei da Telemedicina no Brasil

Telemedicina para acabar coma agenda vazia no consultório: quais são as regras?

Segundo a Lei nº13.989, de 15 de abril de 2020, a prática da telemedicina está liberada enquanto durar a crise ocasionada pelo SARS-CoV-2.

A prestação do serviço deve seguir os padrões normativos e éticos do atendimento tradicional. Isso inclui a contraprestação financeira pelo atendimento, ou seja, o pagamento pela consulta.

Compreende-se que, como o atendimento por vias digitais continua sendo uma consulta médica, ele deve ser cobrado como tal. O poder público está, segundo a Lei, desobrigado a pagar pelas atividades em questão.

Para emitir receitas e atestados médicos à distância, é preciso que o médico faça uso do certificado digital no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil).

Além da telemedicina, como aumentar os agendamentos?

Outras formas de resolver o problema da agenda vazia incluem:

Investir nas redes sociais

As redes sociais são um espaço fantástico para os profissionais que desejam falar sobre o seu trabalho, demonstrar o seu expertise e atrair e fidelizar pacientes. Por meio delas, as pessoas têm contato com especialistas, podem tirar dúvidas e, com mais segurança e tranquilidade, agendar as suas consultas.

Não é simples criar autoridade na internet. Existem centenas de milhares de usuários produzindo conteúdo o tempo inteiro. Como se destacar, uma vez que a concorrência é grande?

Primeiro: entenda que você tem um nicho. Faça um balanço dos seus pacientes e entenda qual é a média de idade, o gênero predominante, as queixas mais comuns, os tratamentos que mais saem.

Pode ser, por exemplo, que os seus serviços sejam relevantes para mulheres entre 25 e 35 anos, que se interessam por cuidados com a pele, querem retardar o envelhecimento ou têm algum tipo de alteração cutânea.

A partir dessa percepção, você deve produzir conteúdo para o seu público. Quais são os tratamentos mais interessantes para diminuir as rugas? Com quantos produtos é possível fazer uma rotina de skincare (que está muito em alta nas redes sociais!)? Qual é o perigo de fazer microagulhamento em casa?

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Profissionais de nicho falam sobre circunstâncias específicas, tratamentos direcionados e para pessoas com um determinado perfil. Ao entender as demandas dos seus pacientes, você poderá falar diretamente com eles.

Ao conquistar este espaço, a chance de aumentar o número de pacientes do seu consultório é enorme.

Aposte em produção de conteúdo para a web

Produção de conteúdo não deve acontecer apenas nas redes sociais. Um dos métodos mais importantes para preencher a agenda vazia é ser encontrado nos buscadores – mais precisamente, no Google.

Para tal, o profissional de medicina interessado em marketing médico deve ter, antes de tudo, um bom website. Dispense websites criados em plataformas “do it yourself”, uma vez que isso tende a criar um visual pouco profissional e, em muitos casos, essas plataformas não auxiliam na hora de posicionar no Google.

Opte por sites médicos desenvolvidos com foco em conversão, com visual inteligente e arrojado, feito por um designer. Desta forma, você terá não apenas algo que é esteticamente atraente, mas funcional.

Lembre-se: boa parte das pessoas acessa sites de seu interesse por meio de smartphones. Se o seu website não for responsivo e funcionar bem em dispositivos móveis, ele está morto para parte significativa das pessoas que poderiam vir a entrar em contato com você.

Finalizada a etapa inicial – ou seja, a criação de um portal profissional -, você deve começar a estratégia de marketing de conteúdo médico.

Você já reparou que alguns dos sites mais famosos da web são atualizados diariamente ou pelo menos com regularidade (uma ou duas vezes na semana)? Isso tem motivo: quanto mais conteúdo você oferece ao seu público, maior a chance de encontrá-lo e fidelizá-lo.

Não se trata, no entanto, de simplesmente fazer atualizações frequentes. O conteúdo deve ser direcionado para a web, otimizado para SEO (para ser encontrado com mais facilidade) e, obviamente, relevante.

Como fazer tudo isso? Contando com ajuda de especialistas em marketing médico, como é o caso do iMedicina. Através do trabalho de redatores de excelência, é possível adquirir cada vez mais notoriedade no mundo virtual.

Utilizar um software de telemedicina adequado para melhorar o problema de agenda vazia no consultório

Por fim, uma dica que complementa o primeiro tópico deste artigo. A telemedicina é necessária para o contexto da saúde atual – e não só para ele. Com a modernização do mundo, acreditamos que é questão de tempo até que essa modalidade de atendimento médico se torne bem vista por um grupo significativo de especialistas.

Para garantir que os pacientes se sintam bem atendidos, é preciso que o médico ofereça algumas facilidades. Como já comentamos, a possibilidade de emitir atestado médico ou receita online é, sem sombra de dúvidas, um grande diferencial.

Para além disso, convém investir em softwares médicos que permitam ao médico que faça confirmação de consultas, follow-up dos pacientes, alterações seguras nos prontuários médicos e agendamento online.

O iMedicina oferece um software médico seguro, para que cada vez mais especialistas possam superar o pesadelo da agenda vazia.

Quer saber mais sobre o que o iMedicina pode fazer pelo seu consultório? Leia esse artigo do blog: Como o iMedicina pode ajudar você a resolver o problema da agenda vazia.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: